Como chegar
|
Contactos

Intervenção Psicológica Sistémica 2017/2018

  • 4 ECTS
  • Lecionada em Português
  • Avaliação Contínua

corpo docente

Objetivos

O aluno no final desta unidade curricular deverá ser capaz de:
- Comprender a noção de sistema e os comportamentos e as interacções nas famílias e grupos, em termos de Comunicação.
- Desenvolver leituras sistémicas de diferentes problemáticas das famílias e dos grupos
- Conhecer e aplicar diferentes técnicas de condução de entrevista, nomeadamente o questionamento circular
- Conhecer diferentes abordagens terapêuticas, de terapia familiar (terapia transgeraciona, estrutural, estratégica, pós-moderna) e de intervenção em redes, respetivos pressupostos teóricos e estratégias
- Aplicar instrumentos de recolha de dados sistémicos, nomeadamente o genograma e o mapa social
- Planear uma intervenção sistémica, para um grupo e/ou famílias.

Pré-Requisitos Recomendados

É recomendável a frequência da unidade curricular de Psicologia da Família, do 1º ciclo de estudos.

Método de Ensino

Para esta unidade curricular serão usados os seguintes métodos: aulas expositivas, estudos de casos clínicos, simulações, role-plays e demonstrações, trabalhos de grupo com o fim último de construção de um programa psicoeducativo, reflexões a partir de vídeos de terapias familiares e de extractos de terapias transcritas.

Conteúdos Programáticos

1. Revisão do Modelo Sistémico e ecológico
1.1. Teoria Geral dos sistemas
1.2. Pragmática da Comunicação Humana
1.3. Teoria da Cibernética
1.4. Modelo ecológico de desenvolvimento de Brofenbrenner
2. A entrevista sistémica
3. Escolas de Terapia Familiar: pressupostos e estratégias de intervenção
3.1. A Terapia transgeracional (Bowen)
3.2. A Terapia estrutural (Minuchin)
3.3.A terapia estratégica
3.3.1.A terapia estratégica/resolução de problemas (Jay Haley, Cloe Madanes/ MRI)
3.3.2. A terapia focada das soluções (De Shazer)
3.3.3. A terapia do grupo de Milão
3.4.As terapias pós-modernas
3.4.1. A terapia narrativa (M. White e D. Epston)
3.4.2.As micropráticas transformadoras (Sluzki)
3.4.3. As abordagens colaborativas de base dialógica e conversacional
4 Intervenção sistémica individual
5. Intervenção sistémica em redes
6.Grupos psicoeducativos e grupos multifamílias

Bibliografia e Webgrafia Recomendada

Barker, P. (2000). Fundamentos da terapia familiar. Lisboa: Climepsi Editores.
Minuchin, S. & Fishman, H.C. (1990). Técnicas de terapia familiar. Porto Alegre: Editora Artes Médicas.
Sampaio, D. & Gameiro, J. (1985). A Terapia familiar. Porto: Edições Afrontamento.
http://search.epnet.com
Ausloos, G. (2003). A competência das famílias. Lisboa: Climepsi Editores.
Boscolo, L., Cecchin, G., Hoffman, L. & Penn, P. (1993) A Terapia familiar sistémica de Milão: Conversações sobre teoria e prática. Porto Alegre: Editora Artes Médicas.
Hoffman, L. (2002). Terapia Familiar. Lisboa: Climepsi Editores.
Jones, E. (2004). Terapia dos sistemas familiares. Lisboa: Climepsi Editores.

Bibliografia Complementar

Scholevar, G.P. & Scwoery, L.D. (EDS.)(2003). Textbook of family and couples therapy. Arlington, VA:American Psychiatric Publishing.

Planificação Semanal

1. Revisão do modelo sistémico. Brainstorming. Exercício prático. Sistematização dos conceitos recordados.
2. Teoria Geral dos Sistemas e Teoria da Cibernética. Aula expositiva.
3. Pragmática da Comunicação Humana. Aula expositiva e exercícios práticos.
4. Modelo ecológico de Desenvolvimento de Brofenbrenner. Aula expositiva e análise de caso.
5. A Entrevista Sistémica. Análise de uma consulta transcrita. Realização de role-plays de treino do questionamento circular.
6. Intervenção Sistémica em redes.
7. Grupos psicoeducativos e grupos multifamílias. Análise de programas existentes.
8. As terapias transgeracionais – intervenção com o genograma. Visionamento e análise do vídeo de uma terapia familiar realizada por Monica McGoldrick.
9. As terapias estruturais- intervenção com as esculturas. Visionamento de um video de Minuchin e simulação da técnica da escultura familiar.
10. As terapias estratégicas – intervenção com a conotação positiva do sintoma. Simulação de uma terapia realizada por Cecchin através da análise da sua transcrição e respectivo role-play.
11. As terapias pós-modernas – intervenção com as equipas reflexivas. Simulação de uma terapia realizada por Sluzki através da análise sua transcrição e respectivo role-play.
12. Apresentação dos alunos dos grupos psicoeducativos realizados.
13. Apresentação dos alunos dos grupos psicoeducativos realizados.
14. Apresentação dos alunos dos grupos psicoeducativos realizados.
15. Revisões da matéria dada.

Coerência do programa para com os objetivos

Os conteúdos referentes à "Revisão do Modelo Sistémico e ecológico", à "Teoria Geral dos Sistema", "Pragmática da Comunicação Humana", "Teoria da Cibernética" e "Modelo ecológico de desenvolvimento de Brofenbrenner" vão ao encontro do objetivo do aluno compreender os comportamentos e as interações nas famílias, e grupos, em termos de Comunicação e desenvolver leituras sistémicas de diferentes problemáticas das famílias e dos grupos. O conteúdo relativo à "Entrevista Sistémica" pretende capacitar o estudante para a aplicação de diferentes técnicas de condução de entrevista, nomeadamente o questionamento circular. Os conteúdos "Intervenção sistémica em redes", "Grupos psicoeducativos e grupos multifamílias" e "Escolas de Terapia Familiar" vão ao encontro do objetivo de promover no aluno a capacidade de conhecer diferentes abordagens terapêuticas, de terapia familiar e de intervenção em redes, aplicar instrumentos e planear uma intervenção sistémica, para um grupo e/ou para uma família.

Coerência dos métodos de ensino para com os objetivos

No sentido de articular a componente teórica com a componente prática desta unidade curricular, serão usadas metodologias de ensino expositivas, demonstrativas, activas e participativas. Para que aluno seja capaz de compreender os comportamentos e as interacções nas famílias, e grupos, em termos de Comunicação e seja capaz de desenvolver leituras sistémicas de diferentes problemáticas das famílias e dos grupos serão usadas aulas expositivas, exercícios práticos de análise de casos clínicos. Para que o aluno seja capaz de conhecer e aplicar diferentes técnicas de condução de entrevista, nomeadamente o questionamento circular, os alunos irão analisar sessões de terapia familiar transcritas e realização de role-plays, para demonstração, ensaio e treino. Para que o aluno conheça diferentes abordagens terapêuticas, de terapia familiar (terapia transgeraciona, estrutural, estratégica, pós-moderna) e de intervenção em redes, respetivos pressupostos teóricos e estratégias, seja capaz de aplica

competência genérica relevantedesenvolvida?avaliada?
Aptidão para aplicação na prática dos conhecimentos teóricosSimSim
Capacidade de investigação Sim
Competência em língua estrangeira  
Comportamento ético e responsávelSim 
Comunicação oral e escrita Sim
Preocupação com a eficáciaSimSim
Preocupação com a qualidade Sim
Relacionamento interpessoal  
Trabalho em equipa  
Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)
Por favor dispense alguns minutos para responder a umas perguntas rápidas sobre o nosso website.