Como chegar
|
Contactos

Políticas de Ação Social 2017/2018

  • 5 ECTS
  • Lecionada em Português
  • Avaliação Contínua

Objetivos

Depois de concluída a unidade curricular, o/a aluno/a deverá ser capaz de:
• Conhecer diferentes modelos de política social e respetivos impactos na resposta aos direitos e na regulação dos problemas sociais, discutindo as conceções teóricas e analisando criticamente as políticas sociais nas sociedades contemporâneas;
• Identificar as necessidades a que respondem as políticas de ação social e as suas finalidades;
• Compreender as componentes ideológicas e condições histórico-sociais de emergência e desenvolvimento do Estado-Providência;
• Conhecer e interpretar os sistemas providenciais, suas evoluções, reconfigurações e tendências atuais;
• Identificar e compreender as particularidades das políticas sociais no contexto português e europeu;
• Desenvolver a capacidade de aplicar as teorias e conceitos relevantes na área para a análise e problematização de casos empíricos concretos.

Pré-Requisitos Recomendados

Sem pré-requisitos identificados.

Método de Ensino

No conjunto de aulas teóricas e teórico-práticas procurar-se-á uma conciliação entre metodologias expositivas e metodologias ativas e participativas. Os métodos expositivos assentarão no recurso a suportes multimédia, utilizando-se para o efeito diapositivos em suporte powerpoint, a partilha de documentos de leitura, a exploração de base de dados e a projeção de vídeos. Os métodos ativos basear-se-ão na realização de atividades de carácter prático, nomeadamente na análise e discussão de textos e artigos científicos, material recolhido na imprensa, e ainda estatísticas e relatórios de dados, em contexto de sala de aula e através de trabalho individualizado e em pequeno grupo. Os/as alunos/as serão estimulados/as a elaborarem textos de reflexão e sínteses integrativas dos conteúdos lecionados, bem como de temas de aprofundamento.

Conteúdos Programáticos

1. Conceções e modelos de políticas sociais
1.1 Conceito de Política Social
1.2 Finalidades e valores da Política Social
1.3 Cidadania, direitos e Política Social
1.4 Necessidades sociais, problemas sociais e bem-estar social
1.5 Desigualdades sociais, exclusão social e inclusão social
1.6 Estados de bem-estar social
2. Estado-Providência
2.1 A construção do Estado-Providência: Risco social, condições histórico-sociais e fundamentos ideológicos na sua origem
2.2 O apogeu do modelo providencial
2.3 Crises do modelo providencial
2.4 Novas abordagens e reformas para a mudança social: Princípios e tendências atuais
3. Estado-Providência e Políticas Sociais em Portugal
3.1 O sistema de proteção social em Portugal: Enquadramento histórico e análise de tendências
3.2 O modelo social europeu e os desafios da atualidade
3.3 Novas abordagens e reformas em Portugal e na Europa: Princípios e tendências
3.4 Medidas e programas nacionais estruturantes para a inclusão social

Bibliografia e Webgrafia Recomendada

Adão e Silva, P., & Pereira, M. T. (2012). As políticas de proteção no desemprego em Portugal. Sociologia, Problemas e Práticas, 70, 133-150.
Bruto da Costa (Coord.), Baptista, I., Perista, P., & Carrilho, P. (2012). Um olhar sobre a pobreza: Vulnerabilidade e exclusão social no Portugal contemporâneo (4ª ed.). Lisboa: Gradiva.
Cabral, M. V. (2007). Cidadania política e equidade social em Portugal. Oeiras: Celta.
Ferreira, P. M., Silva, P. A. da (2005). O associativismo juvenil e a cidadania política. Lisboa: ICS/IPJ (disponível online)
Mozzicafreddo, J. (2002). Estado-Providência e cidadania em Portugal. Oeiras: Celta.
Quelhas, A. P. (2001). A refundação do papel do Estado nas políticas sociais. Coimbra: Almedina.
Santos, B. S. (1994). Pela mão de Alice: O social e o político na pós-modernidade. Porto: Afrontamento.
Silva, F. C. (2013). O futuro do Estado Social. Lisboa:Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Bibliografia Complementar

Capucha, L. (2010). Inovação e justiça social: Políticas activas para a inclusão educativa. Sociologia, Problemas e Práticas, 63, 25-50.
Carmo, R. M. (coord.) (2011). Desigualdades em Portugal: Problemas e propostas. Edições 70, Lisboa.
Carreira, H. M. (1996). As políticas sociais em Portugal. Lisboa: Gradiva.
Costa, A. F. (2012). Desigualdades globais. Sociologia, Problemas e Práticas, 68, 9-32.
Costa, A. F. (2005). Exclusões sociais. Lisboa: Gradiva.
Esping-Andersen, G. (2000). Three worlds of welfare capitalism. In C. Pierson & F. Castels (Eds.), The welfare state reader (pp. 154-169). Cambridge: Polity Press.
Pereirinha, J. (2008). Política social: Fundamentos da atuação das políticas públicas. Lisboa: Universidade Aberta.
Rosanvallon, P. (1984). A crise do Estado-Providência. Lisboa: Editorial Inquérito.
Rosa, M. & Chitas, P. (2010). Portugal: Os números. Lisboa: Fundação Francisco Manuel dos Santos.

Planificação Semanal

Semana 1: Apresentação da UC – objetivos, conteúdos programáticos, métodos de ensino e avaliação, e resultados esperados. Introdução ao conceito de Política Social.
Semana 2: Políticas sociais: conceito e definições. Finalidades, instrumentos e áreas de atuação das políticas sociais. Política social, justiça e equidade.
Semana 3: Cidadania, direitos e política social.
Semana 4: Necessidades sociais, problemas sociais e bem-estar social
Semana 5: Desigualdades sociais, exclusão social e inclusão social.
Semana 6: Desigualdades sociais, exclusão social e inclusão social. (Continuação). Modelos e perspetivas de Estados de bem-estar social.
Semana 7: A construção do Estado-Providência. Entrega e discussão dos trabalhos individuais (31/10/2017)
Semana 8: O apogeu do modelo providencial. A crise do Estado-Providência.
Semana 9: Princípios e tendências das políticas sociais atuais. Estado-Providência e políticas sociais em Portugal. O sistema de proteção social em Portugal: enquadramento histórico e análise de tendências e práticas.
Semana 10: Estado-Providência e políticas sociais em Portugal. O sistema de proteção social em Portugal: Enquadramento histórico e análise de tendências e práticas. Revisões. Teste (21/11/2017).
Semana 11: O sistema de proteção social em Portugal: Enquadramento histórico e análise de tendências e práticas.
Semana 12: O modelo social europeu e os desafios da atualidade.
Semana 13: Novas abordagens e reformas em Portugal e na Europa: Princípios e tendências. Medidas e programas nacionais estruturantes para a inclusão social.
Semana 14: Trabalho em grupo e orientação tutorial dos trabalhos de grupo. Apresentação e discussão dos trabalhos de grupo (19/12/2017)
Semana 15: Conclusões.

Coerência do programa para com os objetivos

De modo a proporcionar aos alunos/as a aquisição de conhecimentos acerca dos diferentes modelos de política social e respetivos impactos na regulação dos problemas sociais, os conteúdos programáticos enquadram o conceito de Política Social, a sua relação com a cidadania e os direitos sociais, bem como diferentes modelos e perspetivas na prossecução do bem-estar social e inclusão social. De modo a compreender os fundamentos histórico-ideológicos do Estado-Providência, os conteúdos programáticos incluem a análise dos seus pressupostos, crises e reformas. De modo a compreender a evolução e tendências atuais de políticas sociais, os conteúdos abordam a evolução da política social em Portugal e na Europa. Finalmente, de modo a promover o conhecimento do sistema providencial em Portugal, os conteúdos incluem o enquadramento e evolução das políticas sociais nacionais, bem como a ilustração de programas para a integração social de grupos sociais em situação de vulnerabilidade social.

Coerência dos métodos de ensino para com os objetivos

A utilização de métodos expositivos permitem a transmissão e análise de novos conteúdos relativamente à definição de políticas sociais, identificação de necessidades, regulação dessas necessidades e compreensão da perspetiva evolutiva das políticas sociais em Portugal e na Europa. Estas metodologias apoiam a aquisição de conhecimentos básicos no domínio, por parte dos alunos. O recurso a metodologias que impliquem a participação dos alunos através da análise e discussão de textos e da produção de reflexões e sistematizações de informação quer individualmente quer em pequenos grupos contribuirá para a aquisição de competências de reflexão crítica acerca das políticas de ação social, suas condicionantes, limitações e potencialidades. A participação ativa com a tutoria da docente da UC permite uma co-construção do conhecimento e maior apropriação do mesmo. A conjugação destas diferentes metodologias permitirá, deste modo, a prossecução dos objetivos propostos para a Unidade Curricular.

competência genérica relevantedesenvolvida?avaliada?
Análise e sínteseSimSim
Aptidão para aplicação na prática dos conhecimentos teóricosSimSim
Capacidade crítica e de avaliaçãoSimSim
Capacidade de adaptação a novas situaçõesSimSim
Capacidade de auto-critica e de auto-avaliaçãoSim 
Capacidade de decisãoSimSim
Capacidade de iniciativa e espírito empreendedor  
Capacidade de investigaçãoSimSim
Capacidade negocialSim 
Competência em informática e uso de novas tecnologiasSimSim
Competência em língua estrangeiraSim 
Comportamento ético e responsávelSimSim
Comunicação oral e escritaSimSim
Conhecimento de outras culturas e costumesSimSim
CriatividadeSimSim
Gestão da informação e da aprendizagemSimSim
LiderançaSim 
Preocupação com a eficáciaSimSim
Preocupação com a qualidadeSimSim
Relacionamento interpessoalSimSim
Resolução de problemasSimSim
Saber organizar, planear e gerirSimSim
Trabalho em contexto internacional  
Trabalho em equipaSimSim
Valorização da diversidade e da multiculturalidadeSim 
Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)
Por favor dispense alguns minutos para responder a umas perguntas rápidas sobre o nosso website.