Como chegar
|
Contactos

Educação e Interculturalidade 2017/2018

  • 5 ECTS
  • Lecionada em Inglês
  • Avaliação Contínua

Objetivos

. Conhecer e refletir sobre a realidade social e educativa no que concerne às diferenças culturais.
. Analisar, comparar e compreender os diferentes modelos educativos face à diversidade
. Analisar criticamente situações-problemas de xenofobia, racismo, a discriminação e a exclusão.
. Avaliar os principais desafios e contributos da educação intercultural na sociedade atual

Competências

•Conhecimentos gerais básicos
•Capacidade para recuperar e analisar informação de diferentes fontes
•Capacidade de análise crítica
•Capacidade de aplicar a teoria à prática
•Capacidade para desenvolver um trabalho em grupo (cooperativo e colaborativo)

Pré-Requisitos Recomendados

Não aplicável.

Método de Ensino

Exposição, análise, discussão, trabalho de grupo, estudo de casos práticos.

As sessões privilegiarão as metodologias ativas e serão sempre de carácter teórico-prático, promovendo o intercâmbio, participação, discussão e apresentação de trabalhos em grupo. Serão utilizadas técnicas audiovisuais e dinâmicas de grupos.
Adotar-se-á a metodologia de trabalho pessoal e de trabalho de projeto colaborativo. A modalidades de avaliação: nº1 de Avaliação Contínua e a nº 2 Exame Final Escrito
Período de Avaliação
5 de junho a 19 de julho

Conteúdos Programáticos

Introdução
1.Atitudes frente à diversidade na história humana
2.Realidade da diversidade no contexto mundial e europeu
3.O fenómeno da migração e as minorias
4.Introdução à história dos modelos educativos e à diversidade
• Debate/Posições
• Declarações
Modelos educativos – orientações gerais
- Hegemonia cultural, assimilacionista segregacionista, compensatória.
- Reconhecimento da pluralidade cultural e multiculturalismo
-Interculturalismo, assimetria cultural e anti-racismo
5.Modelo Intercultural educativo
6. A experiência da diversidade no Ensino Superior –Projeto Europeu DIV.ED.

Bibliografia e Webgrafia Recomendada

Vitorino, A.. (org.), (2007) Imigração: Oportunidade ou Ameaça? Recomendações do Fórum Gulbenkian Imigração, Estoril: Princípia Editora.
Stoer, S. R. Cortesão, L. (1999). Levantando a pedra : da pedagogia inter-multicultural às políticas educativas numa época de transnacionalização . Porto : Afrontamento (Biblioteca das ciências do homem. Ciência da Educação; 12).
Neto, F. (2002). Psicologia intercultural. Lisboa: Universidade Aberta.
Nunes Peres, A. (2000). Educação intercultural: utopia ou realidade? Porto: Profedições.
Martins Ferreira, I. (coord.). (1998). Projeto de educação intercultural. Lisboa: Ministério de Educação.
Vieira, R. (1999). Histórias de Vida e Identidades: professores e interculturalidade, Porto: Afrontamento.
De Vallescar, P. D. (2000). Cultura, Multiculturalismo e Interculturalidad. Hacia una racionalidade intercultural. Madrid. PS edit.

Bibliografia Complementar

De Vallescar P., D. (2011). Desafios, cenários / recursos interculturais de formação. In Gama, J., Gonçalves, A., Raguso, F. & Palhinha M. H. (Coord.). Cultura Portuguesa. Interculturalidade e Lusofonia. (pp.1-12). Edições da Faculdade de Filosofia. Universidade Católica de Braga.
De Vallescar P., D. (2004). Género e Interculturalidad: una cuestión abierta. En: Multiculturalidade e Alteridade. (pp.63-97). Porto Alegre (Brasil): Nova Harmonia.
De Vallescar P., D. (2001). Consideraciones sobre la Interculturalidad y la Educación. En: M. Heise (ed.). Interculturalidad Creación y Desarrollo de una Actitud (pp.115-136). Perú: Programa de Formación Tecnológica y Pedagógica. FORTE-PE (Convenio Unión Europea y Perú).

Planificação Semanal

Planificação Semanal
Fev. Semanas 3= 9 h Tema 1 e Tema 2
Mar. Semanas 5= 16 h Tema 2 , Tema 3, Tema 4/Apresentação T
Abr. Semanas 4= 12h Tema 4 e Tema 5
Mai. Semanas 3= 9h Tema 6 / Avaliação/
Jun. Semana 1= 3h Repasso Geral/Entrega de Notas

Período de Avaliação
5 de junho a 19 de julho

Coerência do programa para com os objetivos

Os objetivos propostos em termos de aquisição de conhecimentos e competências visam adquirir conhecimentos básicos da UC e promover a reflexão crítica sobre a diversidade e a educação.
A coerência entre os objetivos e os conteúdos está assegurada em termos pedagógicos, disciplinares, contextuais e interdisciplinares, tendo sempre presente a realidade dos destinatários.

Coerência dos métodos de ensino para com os objetivos

As metodologias de ensino centram-se em estratégias que procuram responder aos objetivos da Unidade Curricular. As sessões privilegiarão as metodologias activas e serão sempre de carácter teórico-prático, promovendo o intercâmbio e a participação. Serão utilizadas as técnicas audiovisuais e a dinâmica de grupos.
Adotar-se-á a metodologia de trabalho pessoal e de trabalho de projeto colaborativo. A modalidades de avaliação: nº1 de Avaliação Contínua e a nº 2 Exame Final Escrito

competência genérica relevantedesenvolvida?avaliada?
Análise e sínteseSimSim
Capacidade crítica e de avaliaçãoSimSim
Capacidade de auto-critica e de auto-avaliaçãoSimSim
Capacidade de decisãoSimSim
Capacidade de investigaçãoSimSim
Comportamento ético e responsávelSimSim
Comunicação oral e escritaSimSim
Conhecimento de outras culturas e costumesSim 
CriatividadeSimSim
LiderançaSim 
Relacionamento interpessoalSimSim
Resolução de problemasSimSim
Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)
Por favor dispense alguns minutos para responder a umas perguntas rápidas sobre o nosso website.