Como chegar
|
Contactos

Ética e Deontologia Profissional 2016/2017

  • 4 ECTS
  • Lecionada em Português
  • Avaliação Mista

Objetivos

1. ser capaz de desenvolver competências ao nível do raciocínio ético

2. ser capaz de identificar os principais conceitos relacionados com a Ética profissional

3. dominar os princípios éticos da psicologia

4. compreender como utilizar um código deontológico.

5. Ser capaz de levar a cabo uma reflexão autónoma sobre dilemas éticos na prática da psicologia.

Pré-Requisitos Recomendados

Unidade curricular de Teorias do Raciocínio Ético.

Método de Ensino

Aula expositiva; exercícios do conhecimento; desenvolvimento de competências com base no uso da biblioteca e outras fontes do conhecimento; estudos de caso; trabalho prático, demonstrações; trabalho de grupo; feed-back dos trabalhos; reflexão. Discussão de casos clínicos.

Conteúdos Programáticos

1.A ética e o conceito de pessoa na área da Psicologia. A pessoa na relação clínica. A necessidade da deontologia profissional como garante da regulação da profissão e da manutenção da confiança por parte do público. Revisão.

2. O raciocínio ético e os princípios éticos da psicologia. Revisão.

3. A psicologia e o consentimento informado.

4. A privacidade em psicologia.

5. Dilemas éticos da avaliação psicológica.

6. Dilemas éticos da intervenção em psicologia.

7. Dilemas éticos na investigação em psicologia.

Bibliografia e Webgrafia Recomendada

Beauchamp, T., & Childress, J. (2002). Principios de ética biomédica. Barcelona: Masson, S.A. (Do original: Principles of Biomedical Ethics, 1994 (4th Edition)).

Bersoff, D. N. (Ed). (1999). Ethical Conflicts in Psychology. 2nd edition. Washington, DC: American Psychological Association

Engelhardt, H. T. (1998). Fundamentos da Bioética. São Paulo: Edições Loyola. (Do original: The Foundations of Bioethics, 2nd edition, 1996)

Knapp, S. J. & Vandecreek, L. D. (2006). Practical ethics for psychologists: A positive approach. Washington DC, American Psychological Association

Koocher, G. P. & Keith-Spiegel, P. (1998). Ethics in Psychology. Professional standards and cases. 2nd edition. New York: Oxford University Press, Inc.

Pope, K. & Vasquez, M. (2001). Ethics in Psychotherapy and Counseling. A practical guide. 2nd edition. San Francisco, CA: Jossey-Bass

Ricou, M. (2014). A ética e a deontologia no exercício da psicologia. Lisboa: Ordem dos Psicólogos Portugueses.

Bibliografia Complementar

Mill, J. S. (2004). Utilitarismo. Lisboa: Lisboa Editora. (Do original: Utilitarism, 1863)

Nunes, R. (2005). Regulação da Saúde. Porto: Vida Económica

Potter, V. (1970). “Bioethics, the science of survival”. Perspectives in Biology and Medicine. Autumn, pp. 127-153

Rawls, J. (1993). Uma teoria da justiça. Lisboa: Editorial Presença. (Do original: A Theory of Justice, 1971)

Rego, G. & Nunes, R. (2010). Gestão da Saúde. Lisboa: Prata & Rodrigues Publicações, Lda.

Ricou, M. (2005). “The Urgency of an Ethics Code of Conduct for Portuguese Psychologists”. International Psychology Reporter, Vol. 9, n.º 2, Spring/Summer, pp. 19-20

Silva, P. M. (1997). Convenção dos Direitos do Homem e da Biomedicina anotada. Lisboa: Edições Cosmos

Singer, P. (1994). Ética Prática. 1ª edição brasileira. São Paulo: Livraria Martins Fontes Editora, Lda. (Do original: Practical Ethics. 2nd edition, 1993)

Planificação Semanal

1 - Apresentação da disciplina.

2 - Revisão dos conceitos associados à ética.

3 - Revisão dos conceitos associados ao raciocínio ético.

4 - Revisão dos conceitos associados às diversas dimensões dos princípios.

5 - O consentimento informado em psicologia. A normalidade e a comunicação.

6 - O consentimento informado em psicologia. Questões específicas.

7 - A privacidade e confidencialidade. Princípios envolvidos.

8 - Excepções a privacidade.

9 - Ética e avaliação psicológica. Relatórios e ficheiros.

10 - Dilemas específicos da intervenção psicológica. Intervenção com crianças, em grupo e em família.

11 - A intervenção à distância. A relação com os media. A publicidade em psicologia.

12 - A investigação em psicologia.

13 - Apresentação de casos.

14 - Apresentação de casos.

15 - Revisões.

Coerência do programa para com os objetivos

1. ser capaz de desenvolver competências ao nível do raciocínio ético. Para tal o aluno deverá dominar os conceitos associados à ética, compreender muito bem a forma como pensamos e chegamos à tomada de decisão, base do exercício da psicologia, e treinar a discussão de casos clínicos com base nos princípios éticos da psicologia.

2. ser capaz de identificar os principais conceitos relacionados com a Ética profissional. O aluno deverá ter consciência dos dilemas éticos fundamentais associados à prática da psicologia. Nesse sentido deverão ser discutidas as problemáticas mais comuns associadas à prática da psicologia.

3. dominar os princípios éticos da psicologia. Os princípios devem ser utilizados na discussão prática de dilemas éticos enquadrados no raciocínio ético.

4. Compreender como utilizar um código deontológico. Importa compreender os princípios associados aos artigose os dilemas decorrentes, mais do que os artigos em si.

Coerência dos métodos de ensino para com os objetivos

A adopção de uma variedade de técnicas pretende manter e promover a atenção e o interesse dos alunos nas matérias trabalhadas. Sendo a psicologia uma actividade baseada na autonomia dos seus profissionais, será importante uma formação que desenvolva a responsabilidade, o envolvimento pessoal, o trabalho em grupo e a prática vivida.

competência genérica relevantedesenvolvida?avaliada?
Análise e sínteseSimSim
Aptidão para aplicação na prática dos conhecimentos teóricosSimSim
Capacidade crítica e de avaliaçãoSimSim
Capacidade de adaptação a novas situaçõesSimSim
Capacidade de decisãoSimSim
Capacidade de iniciativa e espírito empreendedor  
Capacidade de investigaçãoSim 
Capacidade negocialSimSim
Competência em língua estrangeira  
Comportamento ético e responsávelSimSim
Comunicação oral e escritaSimSim
Conhecimento de outras culturas e costumesSim 
Gestão da informação e da aprendizagemSimSim
Preocupação com a eficácia  
Preocupação com a qualidade  
Relacionamento interpessoalSim 
Resolução de problemasSimSim
Saber organizar, planear e gerirSimSim
Trabalho em equipaSimSim
Valorização da diversidade e da multiculturalidadeSimSim
Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)
Por favor dispense alguns minutos para responder a umas perguntas rápidas sobre o nosso website.