Como chegar
|
Contactos

Estudante Internacional

Concurso especial de acesso e ingresso em ciclos de estudos de Licenciatura destinado a estudantes provenientes de países fora da União Europeia

Edital  - ABERTURA DE CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO

Calendário brevemente disponível 

 

Quem pode usufruir do Estatuto de Estudante Internacional?

Podem usufruir do Estatuto de Estudante Internacional todos os estudantes que não tenham a nacionalidade portuguesa, com exceção:

a) Dos nacionais de um Estado membro da União Europeia (estes estudantes poderão usufruir do Concurso Institucional para estudantes com habilitações estrangeiras);

b) Dos que, não sendo nacionais de um Estado membro da União Europeia, residam legalmente em Portugal há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em 31 de agosto do ano em que pretendem ingressar no ensino superior, bem como os filhos que com eles residam legalmente (estes estudantes poderão usufruir do Concurso Institucional para estudantes com habilitações estrangeiras);

c) Os que requeiram o ingresso no ensino superior através dos regimes especiais de acesso e ingresse regulados pelo DL 393-A/99 de 2 de outubro, alterado pelo DL 272/2009 de 1 de outubro.

 

Quem se pode candidatar? 

a)      Os titulares de:

·          uma qualificação que, no país em que foi obtida, lhes confira o direito de candidatura e ingresso no ensino superior desse país;

ou

·          um diploma do ensino secundário português ou de habilitação legalmente equivalente.

b)      Tenham obtido aproveitamento nos exames de acesso ao ensino superior para o curso a que se candidatam (os exames nacionais do Ensino Superior de ingresso exigidas no país de origem ou o equivalente para os exames de admissão português)

 

Diploma do ensino secundário português ou de habilitação legalmente equivalente

Clique no nome do país para ver a tabela comparativa entre os sistemas de ensino. Para informação de qualquer outro país contactar ingresso@upt.pt .

Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique, S. Tomé e Príncipe, Timor-Leste

 

Exames de acesso ao ensino superior

Para estudantes brasileiros o acesso aos cursos de 1º ciclo é realizado com a classificação do ENEM. A escala de classificação portuguesa funciona de 0-200 e a do ENEM de 0-1000. Para efeitos de seriação, a conversão das classificações faz-se dividindo a nota obtida no ENEM por 5 (cinco).

 

Se o estudante não tiver realizado nenhum tipo de exame equivalente às provas de ingresso portuguesas, terá de fazer um exame, escrito ou oral, relativo à(s) disciplina(s) equivalente à(s) provas de ingresso , de acordo com Edital próprio.

 

Documentação para a candidatura

a)      Formulário de candidatura, devidamente preenchido, disponível no Gabinete de Ingresso da Universidade Portucalense e no Portal de Candidaturas

b)      Declaração, sob compromisso de honra, de que o candidato não tem nacionalidade portuguesa;

c)      Documento comprovativo da titularidade de uma qualificação que, no país em que foi obtida, lhe confira o direito de candidatura e ingresso no ensino superior desse país, bem como da respetiva classificação, fazendo prova da sua validação pela entidade competente desse país;

ou

Documento comprovativo da conclusão do ensino secundário português (Ficha ENES) ou de habilitação legalmente equivalente, bem como das respetivas classificações obtidas;

d)      Documento comprovativo da realização de provas julgadas de nível e conteúdo equivalente às prestadas pelos estudantes admitidos através do regime geral de acesso e ingresso, bem como da respetiva classificação nelas obtidas;

e)      Documento que ateste o nível de conhecimento da língua portuguesa ou inglesa, consoante a língua de ensino do curso a que se candidata;

f)       Cópia do passaporte ou de outro documento legalmente equivalente;

g)      Fotografia recente;

Os documentos referidos nas alíneas c), d) e e), devem ser traduzidos para português, sempre que não forem emitidos em português, inglês, francês ou espanhol e visados pelo serviço consular ou apresentados com a aposição da Apostila de Haia , pela autoridade competente do Estado de onde é originário o documento.

Nos documentos estrangeiros referidos nas alíneas c) e d) tem de constar a escala de classificação usada.

Em fase de candidatura e por razões de simplicidade e celeridade do processo, podem ser aceites provas documentais não devidamente autenticadas, devendo a sua autenticidade ser verificada até à matrícula efetiva.

 

Para mais informações consulte o Regulamento de aplicação do Estatuto de Estudante Internacional

Preçário

Candidaturas 162,00 €
Matrícula (acto único por curso) 300,00 €
Inscrição Setembro Isento*
Fevereiro 171,00 €
Seguro Escolar 27,00 €
Acto único anual em Setembro  3.585,12 €
* A isenção será aplicada em fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Candidatura aqui

Perguntas frequentes

Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)
logo_competelogo_qrenlogo_uelogo_fct