Como chegar
|
Contactos

Artigos da Newsletter Institucional fevereiro 2017

Nº65 – fevereiro 2017
Destaques

A transformação digital nas empresas

No próximo dia 22 de março, a partir das 14h30, terá lugar na Aula Magna o seminário “A transformação digital - O futuro já chegou”, que irá trazer para primeiro plano o impacto da transformação digital nas dimensões de negócio/inovação, tecnologia/investigação e estratégia.

Isabel Seruca e Maria João Ferreira, docentes responsáveis pela organização do seminário, explicam que “a transformação digital refere-se às profundas alterações produzidas pelo uso das tecnologias digitais em todos os aspetos do negócio, transformando de forma decisiva a forma como as organizações trabalham e interagem com os seus clientes, sendo as tecnologias chave desta mudança o ‘mobile’, as Redes Sociais, a ‘Big Data&Analytics’, a ‘Cloud’ e a ‘Internet of Things’”.

A proximidade com o mercado de trabalho é uma das características desta formação, que reúne um leque alargado de empresas parceiras de referência.

“A transformação digital não é mais uma discussão sobre o futuro, mas está já presente no dia a dia, afetando empresas, a sociedade e sendo a base para a criação de novos modelos de negócio. No mercado global e aberto à inovação, a transformação digital garante a redução nos custos, a entrada mais rápida no mercado, a vantagem competitiva e a satisfação do cliente. Para além das oportunidades criadas pela velocidade da revolução digital, há, no entanto, desafios que devem ser antecipados para que as empresas possam beneficiar de todo este potencial”, salientam.

Alexandre Nilo Fonseca, Presidente da ACEPI - Associação da Economia Digital, Francisco Duarte da Bosch Car Multimedia Portugal e Gonçalo Cruz da Platforme são três oradores já confirmados.


Feira de Emprego em março

A feira de emprego “Careers UPT” acontece nos dias 13 e 14 de março. A iniciativa organizada pelo Gabinete de Apoio ao Aluno (GAA) traz à universidade empresas tecnológicas, financeiras, industriais e consultoras que apresentarão os seus negócios, oportunidades de estágio e de emprego.

Sofia Andrade, do Gabinete de Apoio ao Aluno, revela que esta edição, apesar de estar aberta a todos os estudantes, é, particularmente, dirigida aos finalistas.

No dia 13 está previsto um painel dedicado ao futuro profissional, que contará com a participação e relato de experiências de profissionais de várias áreas. “Vamos lançar um desafio aos alunos e às empresas, expondo os currículos criativos e as empresas irão escolher os três mais interessantes”, adianta Sofia Andrade.

No último dia, 45 empresas estarão representadas no Átrio do Infante e nos Passos Perdidos, permitindo aos estudantes uma aproximação ao mercado de trabalho, compreendendo os vários negócios e as competências mais valorizadas e os perfis pretendidos pelos recrutadores.



Fórum UPT vence prémio de criatividade

Márcia Monteiro, estudante de Informática, venceu o prémio do “Dia da Criatividade” com a apresentação de uma plataforma virtual “Todos somos UPT”.

“Esta plataforma virtual, inspirada num fórum, estaria anexa ao website institucional da Universidade Portucalense e permitiria a todos os alunos trocar informações relacionadas com a sua área de estudo, e com outras, apoiados na revisão às respostas feita pelos professores. O objetivo seria promover a circulação do conhecimento entre a comunidade”, explica Márcia Monteiro.

O anúncio do projeto vencedor foi feito pela vice reitora Paula Morais, no dia 8 de fevereiro, tendo a vencedora sido premiada com um desconto de 10% nas propinas do segundo semestre.


“O Facebook está a substituir a Televisão”

No dia 24 de fevereiro, Eduardo Cintra Torres foi o primeiro orador do ciclo “Os Caminhos do Futuro” que pretende promover a discussão sobre temas que marcam a atualidade nacional e internacional, abordando o tema “A Televisão entre a dissolução e a conquista global”.

Para o docente universitário e crítico de TV e Media, “a televisão tornou-se uma linguagem independente, acessível a todos e globalmente partilhada”. Todavia, entende que o seu poder tem sido transferido para plataformas e redes sociais, como o Netflix, o Facebook ou a Apple.

A seu ver, “os operadores tradicionais de televisão estão a perder o domínio da distribuição e a televisão é, cada vez mais, um écran, onde se visualiza os conteúdos produzidos pelas plataformas digitais, nomeadamente o You Tube".

Cintra Torres afirma ainda que as novas gerações “preferem pagar por conteúdo do que por canal, no entanto a televisão não está condenada, uma vez que continua a ser a praça pública onde o maior número de pessoas se reúne, sobretudo, à hora das notícias da noite”.


20 novos alunos Erasmus

Um “Aperitivo Internacional” reuniu no dia 6 de fevereiro os estudantes internacionais de Erasmus, que irão realizar no segundo semestre um período de mobilidade de estudos na Universidade Portucalense.

Ao abrigo deste intercâmbio europeu, foram acolhidos 20 novos estudantes oriundos do Brasil, Espanha, Estónia, Grécia, Letónia, Lituânia, Polónia e Turquia para as licenciaturas de Direito, Gestão, Educação Social, Economia, Informática, Turismo e Psicologia.



 

Candidaturas abertas ao NET-UPT

A Universidade Portucalense convida estudantes e alumni a candidatarem os seus projetos e modelos de negócios inovadores à 4ª edição do Núcleo de Empresas Tecnológicas UPT (NET-UPT), até 7 de março.

O NET-UPT tem como missão estimular a criação de uma rede de pequenas ou microempresas por atuais ou antigos alunos da Universidade Portucalense, premiando as melhores candidaturas com apoio logístico, de informação e de consultoria nos dois primeiros anos de vida da empresa.

Esta iniciativa decorre do compromisso da Universidade Portucalense com a inovação e o desenvolvimento económico e social, através do empreendedorismo.

 

Depois da Física, a Solicitadoria

Sofia Lagoa, 36 anos, licenciada em Física, concluiu recentemente a licenciatura em Solicitadoria na Universidade Portucalense. À “Comunica UPT”, falou da importância da gestão do tempo. Quando iniciou esta licenciatura, tinha sido mãe há pouco tempo e, no último ano do curso, repetiu a experiência, uma condição que a influenciou a ver “o tempo disponível como precioso”.

Comunica UPT: Qual o segredo para um bom desempenho académico e para uma gestão de tempo eficiente?

Sofia Lagoa: Acredito que o segredo para o bom desempenho académico está relacionado, também, com a gestão do tempo, isto é, em aproveitar bem o tempo letivo, utilizando as aulas para compreender a ‘matéria’, esclarecendo dúvidas e colocando questões práticas. Quando tenho algum trabalho para apresentar, faço pesquisas na biblioteca ou na internet, evitando deixar para uma data próxima da data limite. Tudo isto é lógico, mas, a verdade é que, ao longo do semestre, por vezes, perdermo-nos com o acessório e não damos o devido valor ao tempo letivo.

Quais as razões da escolha de Solicitadoria e da Universidade Portucalense?
Como resido em Aveiro, impunha-se uma universidade que fosse possível ir a casa diariamente e, mais do que isso, que tivesse uma boa reputação no mercado de trabalho. Posso dizer que a minha escolha resultou dessa combinação de fatores.

Como avalia o primeiro semestre na universidade?
O primeiro semestre foi o mais difícil para mim. Vinha de uma licenciatura em Física e a área da Solicitadoria é completamente diferente. Tive que me adaptar às novas formas de aprendizagem e de ter uma maior capacidade de memorização de compreensão para contextualizar.

Como correu a avaliação?
As avaliações correram bem. Tentei não deixar o estudo para a aproximação dos exames finais e, por isso, consegui sempre avaliação positiva na avaliação contínua, ou quando esta não houvesse, por exames na primeira fase. Até ao fim da licenciatura, nunca tive uma avaliação negativa ou necessidade de repetir qualquer prova de avaliação.

Após a conclusão da licenciatura, quais são os seus objetivos profissionais?
Atingida a licenciatura, segue-se o estágio em Solicitadoria, que se vai agora iniciar em 2017.


A importância da imagem pessoal

A imagem é fundamental no dia a dia profissional, em particular no setor da Hotelaria e Restauração. Nesse sentido, a Universidade Portucalense promoveu um workshop dirigido a todos os estudantes do 1º e 2º ano da licenciatura de Gestão da Hospitalidade.

Isabel Boaventura, Consultora de imagem e Empresária, abordou a importância da imagem para o profissional da hospitalidade e os cuidados básicos com a apresentação pessoal. Os estudantes participaram ainda em sessões práticas de maquilhagem e de penteados.

Ainda, no âmbito do desenvolvimento de “soft skills”, os estudantes de Gestão de Hospitalidade “Protocolo Empresarial” terão nos próximos meses de março e abril formação em Protocolo Empresarial.


Portucalense associa-se à educação e prevenção rodoviária

Em 2017, a cidade do Porto é a “Capital Jovem da Segurança Rodoviária” e a Universidade Portucalense associou-se à iniciativa, que integra um programa de ações para a educação e prevenção rodoviária destinada aos jovens da Área Metropolitana do Porto.

Ao longo do ano estão previstas diferentes ações, entre sessões de sensibilização, testes e simulacros, passatempos, aulas de condução, demonstrações de socorrismo. O objetivo é desenvolver competências de cidadania, especialmente nos jovens, dado ser a faixa-etária em que se verificam o maior número de sinistralidades.
 


Direito da Família em debate

A Universidade Portucalense organizou em parceria com a Ordem dos Advogados, Conselho Regional do Porto, a conferência “A Indemnização do Dano no Direito da Família”, no dia 27 de fevereiro.

A docente Mónica Martinez de Campos abordou o tema “A indemnização e a falta de afeto” e a docente Eva Dias Costa “O casamento é um contrato?: a propósito do Acórdão do STJ de 12.05.2016”.

Conjugando os vários regimes legais, as conferencistas destacaram as “incorreções e embaraços” associados e as questões que o legislador não dá resposta.





COMUNICA UPT FICHA TÉCNICA

Periodicidade: Mensal
Coordenação Editorial: Ana Aires Duro
Email: comunicaupt@upt.pt

Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)
Por favor dispense alguns minutos para responder a umas perguntas rápidas sobre o nosso website.