Como chegar
|
Contactos

Dra. Isabel Maria Martins Borges Santana

GrauObtido no AnoInstituiçãoÁrea Científica
Doutoramento2017Faculdade de Letras - Universidade de CoimbraTurismo, Lazer e Cultura
Diploma de Estudos Avançados2010Faculdade de Letras – Universidade de CoimbraTurismo e Desenvolvimento
Licenciatura1998Instituto Superior de Ciências Empresariais e TurismoCiências Empresariais
Bacharelato1996Escola Superior de Hotelaria e Turismo do EstorilTurismo
Tipo de AssociaçãoNome do CentroAvaliação Reconhecida pela FCTDescrição
Membro ConvidadoCEGOT - Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento do TerritórioMuito BomLinha 3 – Paisagens Culturais, Turismo e Desenvolvimento
Membro IntegradoCEPESE - Centro de Estudos da População, Economia e SociedadeMuito BomPatrimónio, Cultura e Turismo
Membro IntegradoREMIT - Research on Economics, Management and Information Technologiesn.a.Grupo 2 - Estratégia e Competitividade Grupo 3 - Território e Desenvolvimento
AnoDescriçãoLink para Repositório
2017Borges, I. (2017). O contributo do Enoturismo para o desenvolvimento territorial em destinos Património Mundial – o caso da Região Demarcada do Douro. XII Jornadas Internacionais Grandes Problemáticas do Espaço Europeu. FLUP. Porto.
2017Borges, I. e Ribeiro, S. (2017). A economia das experiências em destinos Património Mundial: o Porto e o Alto Douro Vinhateiro. INVTUR. Aveiro.
2017Borges, Isabel (2017). O Enoturismo na Região Demarcada do Douro: a Festa das Vindimas como produto turístico. Tese de Doutoramento em Turismo, Lazer e Cultura, Universidade de Coimbra.
2015Santos, N., Cravidão, F, Borges, I., Fernandes, J. L et al (2015). Gastronomia e Vinhos – do turismo de experiência à experiência pelo turismo. Coimbra: CEGOT- Minerva Coimbra.
2011Borges, I, Fernandes, J. L. (2011). “O Turismo como experiência na Região Demarcada do Douro” in Congresso Internacional Turismo, Lazer e Cultura. Coimbra: FLUC.
1998Borges, I (1998). A aldeia de Lamas de Olo e o Parque Natural do Alvão. Monografia, ISCET.
Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)